Método alternativo na determinação do teor de etanol na gasolina de postos de combustíveis na região central de Várzea Grande – MT DOI : https://doi.org/10.29327/medius.v2e2.a6

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Paulo Rocha Cavalcante
Antonio Miguel Bianco Teles
Carla Maria Abido Valentini

Resumo

A investigação a partir de fatos cotidianos tem ganhado espaço nos dias atuais, como na aplicação nas aulas de química. Entre os fatos cotidianos, tem-se como exemplo a adulteração da gasolina. A qualidade da gasolina é determinada pela Resolução ANP 684/2017. O percentual obrigatório de etanol anidro na gasolina é de 27%, sendo sua determinação realizada pelo Teste da Proveta. Como nem sempre há materiais de laboratório disponíveis nas escolas, o objetivo deste trabalho foi realizar a determinação do teor de etanol anidro na gasolina em 10 postos de combustíveis da região central de Várzea Grande-MT por um método alternativo, usando seringa como instrumento de medição, e compará-lo como Teste da Proveta, recomendado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Pode-se observar que nem todas as amostras coletadas dos diferentes postos de combustíveis apresentam teores de etanol anidro dentro das exigências estabelecidas pela Agência (ANP), e que o teste pelo método alternativo se mostrou eficaz se comparado ao Teste da Proveta.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Áreas Abertas